Acordo com clube saudita deve render R$ 1 bilhão por ano a Cristiano Ronaldo

Depois de jogar na Europa por toda a carreira, Cristiano Ronaldo jogará futebol num novo continente. Aos 37 anos, CR7 jogará no Al Nassr, da Arábia Saudita, na Ásia, até julho de 2025.

— O maior atleta do mundo assinado oficialmente — comemorou o clube.

Segundo diversos jornais internacionais, o português assinou um acordo pelas próximas três temporadas que devem garantir quase 200 milhões de euros (cerca de R$ 1,09 bilhão) por ano entre salários e acordos de publicidade. Ou seja, no total, CR7 deve lucrar mais de R$ 3 bilhões para atuar na Arábia Saudita.

As conversas entre Cristiano Ronaldo e Al Nassr começaram em julho, meses antes da Copa do Mundo do Catar, quando o atacante pediu para deixar o Manchester United. No entanto, na época, o português recusou a primeira proposta do clube.

Já mais próximo do Mundial do Catar, CR7 rescindiu o contrato com o clube inglês onde é ídolo depois de dar uma entrevista para o jornalista Piers Morgan onde detonou o United e o clube Erik ten Hag.

Dessa forma, livre no mercado, CR7 ficou mais próximo do Al Nassr durante a Copa do Mundo. Inclusive, alguns veículos internacionais chegaram a confirmar o acerto entre clube e jogador ainda durante o torneio. Na época, foi divulgado que o plano é de que Cristiano Ronaldo seja o grande embaixador da Arábia Saudita na candidatura para sediar a Copa de 2030. Tanto o atacante, quanto o clube, desmentiram o acerto.

Perto de completar 38 anos — faz aniversário no dia 5 de fevereiro —, Cristiano Ronaldo jogará no quinto clube da carreira em cerca de 20 anos.

No Al Nassr, Cristiano Ronaldo jogará com o meio-campista Luiz Gustavo, ex-Bayern de Munique e que jogou a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, e o atacante Anderson Talisca, que teve boa passagem no futebol brasileiro pelo Bahia e também esteve no Benfica.