Acordo de paz dos EUA ao Oriente Médio está destinado ao fracasso, afirma Hamas

Braço-armado do Hamas durante patrulha em Khan Yunis, na parte sudeste da Faixa de Gaza, no dia 26 de janeiro de 2020

O acordo de paz do presidente americano, Donald Trump, para o Oriente Médio "está destinado ao fracasso", disse em comunicado neste domingo (26) o líder do Hamas, Ismail Haniyeh, que está à frente do movimento islâmico que controla a Faixa de Gaza, onde vivem dois milhões de palestinos.

"Declaramos com certeza que 'o acordo do século' não será aprovado. O novo complô contra a Palestina está destinado ao fracasso", ressalta em comunicado.

Chegou a hora de "restaurar os direitos dos palestinos por meio de uma nova fase da luta contra a ocupação israelense", acrescenta o informe.

O movimento islâmico também pediu para dialogar com outros movimentos palestinos, como a Fatah, de Mahmud Abas - que governa a Cisjordânia ocupada - para coordenar a reação ao acordo proposto pelo Estados Unidos.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciará o seu acordo de paz para o Oriente Médio nas próximas horas.

Pouco depois da divulgação do comunicado do Hamas, um míssil foi disparado de Gaza à Israel, segundo o exército do país.

Em resposta ao ataque, Israel anunciou ter realizado bombardeios contra o Hamas na parte sul do enclave palestino.