Acre: Gladson Cameli promete concluir obras inacabadas caso seja reeleito

Candidato à reeleição citou rodovias, maternidades e viadutos (Getty Images)
Candidato à reeleição citou rodovias, maternidades e viadutos

(Getty Images)

  • Gladson Cameli prometeu concluir obras inacabadas no Acre;

  • Candidato participou de sabatina na noite de ontem;

  • Governador também quer reduzir a burocracia no âmbito educacional e no setor da construção civil.

O governador Gladson Cameli (PP) disse que, caso seja reeleito, focará em concluir obras inacabadas no Acre. O candidato participou de sabatina, na noite desta quarta-feira (7), com os jornalistas do portal ac24horas.

“Já alinhamos a folha de pagamento, valorizamos mais o servidor público [...] Quero poder concluir e recuperar todas as estradas dos nossos ramais. Além de fazer e concluir a segunda maternidade em Rio Branco”.

Durante a conversa, Cameli disse que está em contato com o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) para melhorar as condições da BR 364. A rodovia liga Rio Branco a Cruzeiro do Sul e está deteriorada, com trechos esburacados e erosões. “Está sendo concluído o projeto de reconstrução dessa estrada. Vai ser mudada a técnica, vai trocar a base e sub-base para ela não ter mais problemas”, garantiu o governador. “Nesse período de inverno estão sendo licitados esses trechos”.

O candidato também frisou que pretende “concluir a recuperação de todas as escolas”, “contratar professores atrever de concurso público” e diminuir a burocracia tanto no âmbito educacional quanto no setor de construção civil, neste mandato e em um eventual próximo. “Recursos temos e até dezembro preciso concluir ordem de serviço da Maternidade de Rio Branco, o viaduto, anel viário e obras que já estão em andamento no interior”. As metas, segundo ele, também permitem gerar emprego no estado por meio da convocação de quem prestou concurso público e da abertura de novos concursos.

De acordo com as pesquisas do Ipec, Cameli lidera a corrida eleitoral, com 51% das intenções de voto. Atrás dele, está Jorge Viana (PT), com 27%. A margem de erro é de 3 pontos.

Pesquisas eleitorais, como saber em quais posso confiar?

Em meio a essa diversidade de levantamentos existentes no Brasil, muitos eleitores não sabem em quais resultados acreditar.

No primeiro dia do ano passou a ser obrigatório (leia a resolução clicando aqui)o registro junto à Justiça Eleitoral de qualquer pesquisa pública relacionada às eleições para presidente e governador. Porém, se uma pesquisa está registrada não necessariamente significa que ela será confiável, isso porque não há nenhum tipo de fiscalização prévia sobre a metodologia desses levantamentos.

Atualmente, a confiabilidade das pesquisas é garantida no Brasil por meio da transparência. São algumas das informações que devem ser cadastradas junto à Justiça Eleitoral, tornando as pesquisas passíveis de contestação, caso qualquer irregularidade seja encontrada posteriormente:

  • Nome do contratante

  • Valor cobrado pela pesquisa

  • Origem dos recursos investidos

  • Metodologia

  • Período de realização

  • Sistema de fiscalização da coleta de dados

  • Tipo de questionário aplicado

Para identificar os atributos que mais merecem atenção nas pesquisas eleitorais, a reportagem do Yahoo! Notícias conversou com alguns especialistas no assunto e separou uma lista com os pontos mais importantes, confira aqui.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)