Acusada de homofobia, Nadja critica Record e diz que tentou desistir de reality

·2 minuto de leitura
Nadja Pessoa (Reprodução PlayPlus)
Nadja Pessoa (Reprodução PlayPlus)

Nadja Pessoa vem repetindo a trajetória que teve em 'A Fazenda' em sua participação no 'Ilha Record': polêmica, estratégica e língua solta, a participante é odiada pelos colegas e chegou a ser acusada de homofobia.

O episódio aconteceu quando Nadja se revoltou ao ver uma troca de carinhos entre Laura Keller e Antonela Avellaneda. "Tô fora dessas amizades aí. Que baixaria", reclamou Nadja, que saiu da sala rapidamente. Lucas Selfie criticou a participante em seu Twitter, afirmando que Nadja já havia sido homofóbica em outros momentos.

Leia também:

"Pegação entre duas mulheres não é baixaria nem define caráter, o nome dessa repulsa é homofobia. E não foi só esse comentário, quem conviveu com ela sabe. Chega dessa mulher para o que quer e passarem a mão na cabeça dela", criticou. Logo após Nadja criticar as colegas no episódio de 'Ilha Record', Selfie a chamou de mal-amada e ela rebateu: "Eu estou brincando com ela, seu ridículo, idiota, imbecil".

Em suas redes sociais, Nadja reclamou que o reality foi editado ´de forma a deixar coisas importantes fora do ar, e que se sentiu violada em uma briga que teve com Lucas Selfie quando o confinado se revoltou com sua demora ao sair do banheiro e bateu a porta com força. 

"Arrombou mesmo a porta, fiquei com pânico e até pedir pra sair do programa por conta de terror psicológico. Usaram o que aconteceu em outro reality pra me queimar", lamentou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos