Acusado de estupro, Trump confunde suposta vítima com ex-mulher em foto

O ex-presidente americano Donald Trump confundiu em uma foto a jornalista E. Jean Carroll, que o acusa de estupro na década de 1990, com sua ex-esposa Marla Maples, segundo um documento judicial de uma declaração apresentada em outubro.

Trump, de 76 anos, comparecerá em 10 de abril perante um tribunal de Nova York para enfrentar acusações por difamação e estupro apresentadas por Carroll, de 79 anos, que alega ter sido violentada pelo magnata no provador de uma loja de departamentos em 1995 ou 1996.

O duplo processo civil por suposta difamação e estupro coloca Carroll - ex-colunista da revista Elle - contra o magnata do setor imobiliário e ex-presidente dos EUA (2017-2021) na justiça federal desde 2019.

Carroll processou Trump por difamação em novembro de 2019 após o ex-presidente classificar as acusações de estupro de "mentira completa" em junho do mesmo ano.

As duas partes apresentaram suas declarações juramentadas em outubro passado.

Durante seu depoimento em 19 de outubro, realizado vritualmente e tornado público esta semana, Trump reafirmou sua linha de defesa: "Vou dizer isso com o maior respeito: primeiro, ela não é meu tipo; segundo, (o estupro) não aconteceu".

Mas, quando apresentado a uma foto sua com Carroll em uma recepção de 1990, Trump respondeu: "Essa é Marla, essa é minha esposa", antes de ser corrigido pela própria advogada, Alina Habba.

Donald Trump foi casado de 1993 a 1999 com a atriz Marla Maples, de 59 anos, e conheceu a atual esposa, Melania, em 1998.

nr/sl/llu/yow/am/mvv