Acusado de matar inspetor da Polícia Civil do Rio é preso no Espírito Santo

·1 min de leitura

RIO - Policiais da Delegacia de Homicídios da Capital (DHC) prenderam, nesta quarta-feira, Wilen Cabral dos Santos, conhecido como Timotinho. O preso é acusado de ser um dos envolvidos na morte do inspetor da Polícia Civil do Rio, Eduardo Paiva de Queiroz, de 49 anos, no último dia 11.

Timotinho foi localizado no município de Rio Bananal, no norte do estado do Espírito Santo, numa ação que contou com o apoio da Polícia Civil local. O crime aconteceu na Estrada das Furnas, no bairro Itanhangá, na Zona Oeste do Rio, no começo do mês.

No momento da ação, a vítima trabalhava como segurança . Bandidos tentaram roubar o carro dele. Na ocasião, Willians Pereira da Silva também foi morto pelos criminosos.

Castro sobre morte de lutador:'Se policial errou, será exemplarmente punido'Após o latrocínio, a equipe da especializada realizou diligências, levantou informações e identificou três suspeitos. Um deles foi preso. Segundo as investigações, os envolvidos têm anotações criminais por roubo e tráfico de drogas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos