Acusado de sequestro de juiz americano é preso em Copacabana

Um homem apontado como um dos sequestradores de um turista americano foi preso em Copacabana por policiais de uma força-tarefa da Delegacia Antissequestro (DAS), Delegacia Especial de Apoio ao Turismo (Deat) e 24ª DP (Piedade). Erivaldo Juvino Silva, conhecido como Nem da Malvina, foi detido na tarde de ontem em flagrante pelo crime de extorsão mediante sequestro.

A vítima seria um juiz dos Estados Unidos aposentado, que acabou libertado pelos agentes no mesmo bairro.

Dados da violência: Rio tem um estupro em hospital a cada 14 dias; cidade onde anestesista foi preso é a quinta com mais casos

As investigações tiveram início após policiais civis da 24ª DP receberem informações sobre um americano sequestrado por bandidos, que exigiam pagamento como resgate.

'É estarrecedor e inacreditável': delegada fala sobre prisão de médico por estupro durante parto

A polícia acabou descobrindo que a vítima foi rendida por dois homens em seu flat, em Copacabana, horas depois de receber duas prostitutas. Elas voltaram ao imóvel com os criminosos, que roubaram dinheiro do turista e o levaram para local desconhecido.

Após horas de diligências e negociação, no momento em que os criminosos retornaram para o bairro de Copacabana, agentes prenderam um dos homens e libertaram a vítima sem pagamento de resgate. Policiais ainda buscam os outros participantes do crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos