Adicional noturno para policiais militares do Rio é aprovado pela Alerj

·1 minuto de leitura

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou em segunda discussão, nesta quinta-feira (16 de setembro), o projeto de lei 3.556/21, que autoriza o Estado a pagar adicional de 20% aos policiais militares pelo trabalho noturno superior ao diurno. O texto, de autoria do deputado Márcio Gualberto (PSL), agora segue para sanção ou veto do governador Cláudio Castro, que terá 15 dias úteis para analisá-lo.

Nas últimas semanas, a Alerj aprovou uma série de projetos de lei que permitem ao Estado conceder adicional noturno de 20% a várias categorias de servidores. Os textos aguardam sanção ou veto do governador. O prazo é sempre de 15 dias úteis após a votação no Legislativo.

Um deles é o projeto de lei 3.554/21, que autorizou o pagamento do adicional de remuneração a todos os servidores públicos civis. A matéria ganhou aval dos deputados, em segundo turno de votação, em 8 de setembro.

Os bombeiros foram contemplados no projeto de lei 3.555/21, aprovado em definitivo pela Alerj em 2 de setembro.

Já o projeto de lei 3.471/20, aprovado em segunda discussão pelos deputados em 31 de agosto, autoriza o pagamento do adicional noturno aos policiais civis. Castro tem até 23 de setembro para sancionar ou vetar a proposta.

Todos os projetos são de autoria do deputado Márcio Gualberto (PSL).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos