Administrador judicial pede R$ 21,8 milhões de 'honorários complementares' em recuperação judicial da Oi

Prevista para terminar dentro de poucas semanas, a recuperação judicial da Oi, iniciada em 2016 a bordo de um passivo de R$ 65 bilhões, é um processo de números superlativos. Na semana passada, o administrador judicial da recuperação, escritório Arnoldo Wald, encaminhou à Justiça um pedido de "honorários complementares" por 28 meses de trabalhos extras. Quer mais R$ 21,8 milhões, além dos R$ 70 milhões que já havia recebido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos