Adoção: idosos precisam superar preconceito para levar animais para casa

Médica reumatologista, Nanci Palheiros, de 70 anos, aposentou-se do serviço público há três anos e sentiu um vaziozinho na vida. Solteira e sem filhos, a moradora de Laranjeiras decidiu adotar um cachorro. E começou a fazer buscas em feirinhas no Largo do Machado e na Glória. Mas não encontrou nenhum bichinho com o qual se identificasse. Entrou em contato com uma ONG que, ao saber da sua idade e que morava sozinha, negou a adoção. Até que, em agosto de 2020, conheceu a vira-latas Brenda, através ONG Ajuda Patas. Foi amor à primeira vista.

Pode tratar o pet como membro da família? Depende, diz veterinária

Suipa: Com dois mil animais abrigados, entidade luta para aumentar doações e adoções

— Achei Brenda uma doçura. Ela veio aqui me conhecer e adorou a minha casa. Na terceira visita, dormiu oito horas seguidas à noite de tanta paz que ela sentiu, e acabou ficando. Foi muito bom — lembra Nanci.

Dois meses de “namoro” se passaram até que, em outubro de 2020, a adoção foi formalizada. E a vida da médica ganhou novas cores:

— Foi a melhor coisa que fiz por mim. Brenda é minha felicidade. Quando a gente chega nessa idade, tem poucas coisas que a gente valoriza: família, amigos e essa companhia. Ela fica agradecida com cada pequena coisa que faço, só me dá carinho. Não me imagino mais sem ela. Adotar um cachorro é bom demais.

Fundadora da Ajuda Patas, Bruna Saraiva conta que sabe do preconceito que existe em relação à adoção por parte de pessoas com mais idade. Mas diz que pensa diferente:

— O que conta para mim é saber que o adotante vai se responsabilizar pelo animal e tratá-lo com muito carinho.

Cannabis medicinal: Amparados por liminares, veterinários e tutores oferecem substância a animais

Desde sua fundação, em 2016, a ONG Ajuda Patas já conduziu mais de 1.200 cães para adoção. No momento, tem 104 cachorros para adoção castrados, vermifugados, vacinados e microchipados (com informações como dados do tutor, raça, idade e histórico de doenças):

— Recolhemos animais em situações muito ruins. Conseguir dar a eles uma vida digna é o que mais queremos.

Quem tiver interesse em adotar um cachorro pode entrar em contato pelo e-mail ajudapatas@gmail.com ou pelo Instagram @ajudapatas.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos