Adolescente de 13 anos incendeia colégio e esfaqueia coordenadora na Bahia

Adolescente incendeia escola e ataca funcionária na Bahia - Foto: Getty Images
Adolescente incendeia escola e ataca funcionária na Bahia - Foto: Getty Images
  • Adolescente incendeia escola na cidade de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina

  • O suspeito e 13 anos também atingiu a coordenadora da instituição com uma facada

  • O garoto utilizou coquetéis molotov e foi apreendido pela polícia após o episódio

Um dia depois do trágico massacre promovido por um estudante em uma escola na Bahia, outro colégio do estado foi alvo da ira de um adolescente nesta terça-feira (27).

De acordo com informações do jornal Estado de S. Paulo, um jovem de 13 anos invadiu uma escola na cidade de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, ateou fogo no local e feriu uma coordenadora a facadas.

O rapaz, que não teve a identidade revelada, entrou na Escola Municipal Yeda Barradas Carneiro e atirou explosivos caseiros do tipo coquetel molotov na estrutura, dando início ao incêndio.

Momentos depois, o suspeito atacou a profissional e a atingiu com um golpe. Ela foi levada para realizar exame de corpo de delito.

A Polícia Militar foi chamada e apreendeu o jovem, que deve responder por ato infracional análogo ao crime de lesão corporal leve. A Polícia Civil, porém, ainda ouvirá outros depoimentos para determinar se houve outro ato infracional.

Assassinato na segunda-feira

Na última segunda (26), um adolescente de 14 anos invadiu a escola em que estudava, em Barreiras, e abriu fogo. Uma jovem de 20 anos, cadeirante, foi baleada e não resistiu.

O atirador também foi alvejado por uma pessoa não identificada e foi encaminhado a um hospital da região, onde está internado em estado grave.

O aluno utilizou uma arma do próprio pai, que é policial militar aposentado, no crime. Em publicações nas redes sociais, ele disse que tinha "nojo" dos colegas e afirmou que se sentia como um "ser superior".