Adolescente é encontrada após deixar bilhete para a mãe e desaparecer por dois dias no RJ

·2 min de leitura
Sabrina estava desaparecida desde a manhã de terça-feira - Foto: Divulgação
Sabrina estava desaparecida desde a manhã de terça-feira - Foto: Divulgação
  • Polícia encontrou Sabrina Cartaxo no Leblon, Zona Oeste do Rio de Janeiro

  • A garota foi localizada após entrar em contato com Pedro, seu namorado

  • Ela estava desaparecida desde a última terça-feira de manhã

A polícia do Rio de Janeiro localizou na tarde de quinta-feira (28) a adolescente de 16 anos que havia sumido na última terça-feira em Copacabana. A garota estava na Zona Oeste da cidade e já está com a família.

Ao G1, Mariana Cartaxo, mãe da jovem Sabrina, relatou que a família do namorado da filha, Pedro, foi fundamental para que a garota fosse localizada. Segundo ela, foi a mãe do rapaz a responsável por achar a adolescente.

Isso porque Sabrina fez contato com Pedro na última quinta, pedindo ajuda após perceber a repercussão que o caso tomou. A mãe do garoto desconfiou que o contato tivesse sido feito pela menina, foi atrás e a encontrou no Leblon.

Foi a mãe dele (Pedro) que a levou para a delegacia. Já estamos em casa, bem, estou situando ela de tudo o que aconteceu, da proporção que tomou”, contou Mariana.

Bilhete foi encontrado por Mariana - Foto: Arquivo Pessoal
Bilhete foi encontrado por Mariana - Foto: Arquivo Pessoal

O motivo do desaparecimento não foi confirmado, mas os indícios são de que Sabrina tenha fugido de casa. Questionada sobre um possível “puxão de orelha” no reencontro com a jovem, Mariana descartou.

Nosso reencontro foi só com beijo. Já cheguei agarrando e enchi de beijo. Ela estava chorando, pedindo de desculpa. Eu não tenho palavras para agradecer a todo mundo que me ajudou a encontrá-la”, afirmou.

A própria mulher, porém, admitiu que a família precisará de acompanhamento profissional após o episódio. “A partir de semana que vem, a gente vai buscar uma equipe para dar um suporte emocional para voltar à rotina e a gente ficar bem.”

Relembre o caso

Sabrina havia desaparecido na terça-feira pela manhã, após deixar um bilhete para a mãe com os dizeres: “Fui caminhar, já volto”.

As câmeras do prédio onde a família vive registraram a garota saindo às 7h50 com uma mochila, que foi encontrada vazia na casa do avô em Realengo, a 45 km dali.

Mariana não sabia que a filha estava namorando, mas o contato com a família de Pedro tornou-se fundamental para a localização da filha. Segundo a própria mãe, Sabrina vinha apresentando alterações no comportamento nos últimos tempos.

Buscamos terapia. Ela fez duas consultas com psicólogo e hoje (quarta, dia 27), ela teria uma consulta, às 11h, com o psiquiatra. Estava animada com a terapia iniciada há duas semanas, mas sumiu”, contou antes do reencontro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos