Adolescente é encontrado morto no Paraguai com bilhete: ‘os justiceiros estão de volta’

·2 minuto de leitura
Primeiro bilhete foi encontrado com casal, e segundo com adolescente. Fotos: Polícia do Paraguai
Primeiro bilhete foi encontrado com casal, e segundo com adolescente. Fotos: Polícia do Paraguai
  • Jovem sofreu mordidas de animais, facadas e teve mãos decepadas

  • Caso pode estar relacionado com execução de casal na segunda-feira na mesma cidade

  • Há também dois casos em maio, em que pistoleiros deixaram cartaz: ‘não roubem’

O corpo de um jovem de 17 anos foi encontrado na cidade de Pedro Juan Caballero, no Paraguai, na fronteira com a cidade brasileira de Ponta Porã (MS), na manhã desta quarta-feira (28). Junto ao adolescente foi deixado um bilhete similar com o encontrado após a execução de um casal na mesma cidade na segunda-feira (26).

O legista responsável pelo caso informou que partes da pele do pescoço e tórax da vítima foram arrancadas por mordidas de algum animal. Além disso, o jovem teve as mãos decepadas e sofreu ferimentos de faca.

O bilhete foi deixado amarrado na perda do adolescente. No papel, estava escrito em espanhol: “os justiceiros estão de volta, avisamos que é só o começo da morte dos ladrões”.

Local em que adolescente foi encontrado, em Pedro Juan Caballero. Foto: Reprodução
Local em que adolescente foi encontrado, em Pedro Juan Caballero. Foto: Reprodução

A mãe do garoto afirmou em entrevista à imprensa local que o filho era trabalhador e honesto, e afirmou que os pistoleiros devem ter se confundido.

Na última segunda-feira (26), também na cidade de Pedro Juan Caballero, um casal foi executado com mais de 35 tiros enquanto jantava em uma choperia. Mateo Martínez Armoa, de 21 anos, e Anabel Centurion Mancuelo, de 22, morreram na ação. Junto ao corpo das vítimas, os pistoleiros deixaram um bilhete.

Leia também

De acordo com a polícia paraguaia, um papel foi deixado preso à cabeça de Mateo. Nele, estava escrito em espanhol: “Por favor não roubar. Ass: Justiceiros da Fronteira”.

A polícia também informou que o casal estava comemorando o aniversário de 22 anos da moça. O objetivo dos pistoleiros, segundo a polícia, era matar o homem, que foi atingido com ao menos 36 tiros e morreu na hora.

Mateo e Anabel. Foto: Redes sociais/ Polícia paraguaia
Mateo e Anabel. Foto: Redes sociais/ Polícia paraguaia

Anabel chegou a ser levada para um hospital particular de Pedro Juan Caballero, mas morreu na madrugada de terça-feira (27).

De acordo com o investigador da Polícia Nacional do Paraguai, Jorge Vidallet, ambos casos podem ter relação.

Casos anteriores

Esses dois casos podem estar relacionados com dois outros assassinatos ocorridos em maio deste ano. No primeiro, um homem não identificado foi executado com tiros de fuzil entre Ponta Porã e Pedro Juan Caballero. O momento foi captado por câmeras de segurança e o vídeo circulou na internet na época.

Em outro caso, pistoleiros mataram três homens na cidade paraguaia Yby Yaú, no departamento de Concepción, que não fica longe de Pedro Juan Caballero. Em cima dos corpos os pistoleiros deixaram cartazes com os dizeres: “não roubem”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos