Adolescente incendeia a própria casa após ser proibido pela mãe de usar celular

Redação Notícias
·1 minuto de leitura
Sala da casa foi danificada pelo incêndio - Foto: Reprodução/Polícia Militar de Goiás
Sala da casa foi danificada pelo incêndio - Foto: Reprodução/Polícia Militar de Goiás
  • Adolescente pediu para jogar no celular da mãe, ela negou

  • Irritado, ele colocou fogo em móveis da sala

  • Ainda apresentando comportamento agressivo, tentou bater em agentes da polícia

Um garoto de 13 anos colocou fogo na própria casa após a mãe proibi-lo de utilizar o celular. O caso aconteceu no último domingo, em Goianésia (GO), e foi divulgado pelo UOL.

Leia também

Segundo a investigação da Polícia Militar, o adolescente, que não teve a identidade revelada, sofreu um ataque de raiva após sua mãe recusar-se a emprestar o celular para que ele jogasse. Irritado, ele teria pegado fósforos e álcool e colocado fogo nos móveis.

A mãe do garoto estava no quintal da casa e demorou para perceber o que estava acontecendo. Quando se deu conta, a residência já estava em chamas.

Garoto queria usar o celular da mãe para jogar (AP Photo)
Garoto queria usar o celular da mãe para jogar (AP Photo)

Os bombeiros foram chamados e chegaram rapidamente, sendo capazes de impedir que o incêndio se alastrasse. A sala da casa, porém, ficou bastante danificada pelas chamas.

Adolescente tentou agredir PMs

Quando a Polícia Militar chegou ao local, foi surpreendida por um adolescente ainda raivoso, que respondeu à abordagem com agressões e tentou pegar a arma de um dos agentes. Ele precisou ser algemado antes de ser encaminhado à delegacia. Ele responderá por ato infracional análogo ao crime de incêndio.

Em depoimento à polícia, a mãe revelou que o garoto já havia sido agressivo em outras oportunidades e acredita que este comportamento tenha sido ocasionado pelos jogos violentos que consomem horas dos seus dias.