Adolescente indígena morre após ser estuprada por garimpeiros, diz líder Yanomami

·1 min de leitura
Adolescente indígena morre após ser estuprada por garimpeiros, diz líder Yanomami (Foto: Andressa Anholete / Getty Images)
Adolescente indígena morre após ser estuprada por garimpeiros, diz líder Yanomami (Foto: Andressa Anholete / Getty Images)
  • Adolescente indígena morre após ser estuprada por garimpeiros, diz líder Yanomami

  • Uma criança de aproximadamente quatro anos de idade também está desaparecida

  • As informações foram reveladas pelo portal UOL

Uma adolescente indígena de 12 anos de idade morreu após ser estuprada por garimpeiros na região do Waikás, em Roraima, disse presidente do Condisi-YY (Conselho Distrital de Saúde Indígena Yanomami e Ye'kwana), Júnior Hekurari Yanomami.

Ao portal UOL, o líder indígena também falou que uma criança de aproximadamente quatro anos de idade também está desaparecida.

"Os garimpeiros invadiram a comunidade do Arakaça, onde vivem mais ou menos 30 yanomamis. Tinha uma mulher mais velha com a adolescente e uma criança. Os garimpeiros invadiram e raptaram eles. A adolescente foi violentada até a morte. A tia tentou proteger ela e a criança, mas os garimpeiros jogaram a criança no rio. Ela está desaparecida. Não sabemos ainda se essa tia também foi violentada", relatou Júnior Hekurari Yanomami.

O crime, disse o líder, aconteceu em um barco. Ele contou que está tentando chegar ao local, mas, por conta das chuvas, o meio de locomoção está prejudicado. Só é possível chegar de forma aérea.

Ainda de acordo com o portal UOL, Júnior Hekurari Yanomami comunicou o caso em ofício à Funai (Fundação Nacional do Índio) e à Polícia Federal (PF).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos