Adolescente negra de 16 anos é morta a tiros por policial em abordagem nos EUA

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
Ma'Khia (esquerda) foi morta por tiros de um policial - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Ma'Khia (esquerda) foi morta por tiros de um policial - Foto: Reprodução/Redes Sociais
  • Jovem negra foi morta a tiros por policial em abordagem nos Estados Unidos

  • Ma'Khia Bryant estaria tentando esfaquear outra garota em Columbus, Ohio

  • Prefeito da cidade lamentou o ocorrido, mas considerou que o agente cumpriu seu papel

Mais uma morte de uma pessoa negra por policiais foi registrada nos Estados Unidos. Desta vez, na cidade de Columbus, capital de Ohio, onde Ma’Khia Bryant, de apenas 16 anos, foi alvejada por tiros dos agentes durante uma abordagem.

De acordo com oficiais da cidade e com imagens das câmeras corporais dos agentes, a garota foi morta quando tentava atacar outra mulher com uma faca. "Ma'Khia era uma criança adotiva, que estava sob os cuidados do Serviço para Crianças do Condado de Franklin", explicou em nota o Serviço.

Leia também

A polícia local recebeu uma chamada na tarde de terça indicando que uma mulher estava “tentando esfaquear” outras garotas. Quando a viatura chegou, deparou-se com Ma’Khia atacando outras duas pessoas na calçada.

O vídeo mostra Ma’Khia e um homem, não identificado, derrubando e agredindo uma das garotas. A adolescente, então, volta-se para outra mulher e, segundo os agentes, tenta acertá-la com facadas.

“Abaixe-se”, repete o policial antes de disparar quatro tiros em Ma’Khia. A câmera colocada no outro agente na operação mostra a garota já no chão, sem reação. O serviço médico foi chamado, mas a adolescente não resistiu.

Prefeito diz que policial “agiu para proteger”

O episódio gerou comoção na cidade e um protesto aconteceu horas depois pelas ruas de Columbus. A morte de Ma’Khia aconteceu em meio a uma série de manifestações contra a violência policial com pessoas negras e apenas uma hora antes do veredicto que condenou o ex-policial de Minnesota Derek Chauvin pelo assassinato de George Floyd.

Morte da adolescente gerou novos protestos contra violência policial aos negros (AP Photo/Jay LaPrete)
Morte da adolescente gerou novos protestos contra violência policial aos negros (AP Photo/Jay LaPrete)

Prefeito de Columbus, Andrew Ginther lamentou o ocorrido e classificou a morte de Ma’Khia como uma situação “horrível e de comoção”. “É um dia trágico para a comunidade”, considerou.

Por outro lado, Ginther defendeu a atuação do policial responsável pelos disparos. “Com base nessa filmagem, sabemos que o agente agiu para proteger outra jovem de nossa comunidade”, afirmou.