Adolescente que for tomar vacina a partir desta quarta (18) em SP deve ir acompanhado

·3 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.06.2021 - Vacinação contra a Covid-19 na UBS Max Perlman, zona sul de São Paulo. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 16.06.2021 - Vacinação contra a Covid-19 na UBS Max Perlman, zona sul de São Paulo. (Foto: Rivaldo Gomes/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A capital paulista inicia a partir desta quarta-feira (18) a imunização de adolescentes de 16 e 17 anos com comorbidades, deficiências permanentes (física, sensorial ou intelectual), gestantes e puérperas. Segundo a prefeitura, cerca de 48 mil pessoas são esperadas nos postos de vacinação.

O público-alvo dessa nova fase da campanha vacinal precisa comprovar a condição elegível para receber a dose por meio de laudo médico, além de estar acompanhado de um responsável ou de um adulto portando uma autorização assinada pelo responsável. Não há a necessidade da assinatura estar atestada em cartório.

As deficiências permanentes são as que causam limitação motora de grande dificuldade ou incapacidade para andar ou subir escadas. As sensoriais são surdez permanente e limitação para ouvir mesmo com uso de aparelho auditivo, além de cegueira e baixa visão. Deficiência intelectual permanente é a que limita atividades habituais.

A gestão Ricardo Nunes (MDB) reitera que os adolescentes serão vacinados exclusivamente com doses do imunizante da Pfizer, o único autorizado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) até o presente momento para essa faixa etária de 12 a 17 anos.

Ainda, de acordo com a prefeitura, todos os postos estão com o quantitativo de doses suficientes para esse público-alvo elegível neste momento. A ampliação da vacinação ao restante dos adolescentes ainda depende do recebimento de mais doses do imunizante.

A gestão João Doria (PSDB) prevê que todos os adolescentes de 12 a 17 anos recebam ao menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 até a primeira quinzena de setembro.

Até o momento, de acordo com a plataforma Vacina Já, do governo do estado, o município de São Paulo já aplicou 12.976.067 porções de imunizantes, sendo 8.995.779 referentes à primeira dose, 3.661.527 da segunda dose e 318.761 doses únicas.

VACINAÇÃO

A prefeitura orienta que no ato da vacinação seja apresentado um comprovante de residência na capital, que pode ser físico ou digital. Na impossibilidade da comprovação, serão aceitos comprovantes em nome dos pais, desde que também seja mostrado um documento que comprove o parentesco, como certidão de nascimento, estado civil e RG.

Além disso, a pessoa precisa portar os documentos pessoais, preferencialmente o CPF (Cadastro de Pessoas Físicas) e o cartão SUS (Sistema Único de Saúde).

No caso da comprovação da deficiência permanente, além dos laudos médicos também serão aceitos o cartão de gratuidade no transporte público indicando a deficiência; documentos comprobatórios de atendimento em centros de reabilitação ou unidades especializadas no atendimento de pessoas com deficiência; ou documento oficial de identidade com a indicação da deficiência.

Caso não haja um documento comprobatório será possível a vacinação a partir da autodeclaração. Nesse caso, a pessoa deverá ser informada quanto ao crime de falsidade ideológica (art. 299 do Código Penal). O modelo de autodeclaração pode ser encontrado no VacinaSampa.

Na condição de deficiência visual, só será aceita autodeclaração em casos de deficiência permanente (cegueira). Para as demais classificações de baixa visão ou visão monocular será exigido documento que comprove a condição, conforme legislação vigente.

Outra recomendação é o preenchimento do pré-cadastro no site Vacina Já, que agiliza o tempo de atendimento nos postos de vacinação. Basta inserir dados como nome completo, CPF, endereço, telefone e data de nascimento.

Por fim, a gestão Ricardo Nunes (MDB) disponibiliza a plataforma De Olho na Fila, com o objetivo de agilizar a imunização do munícipe, evitando longas filas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos