Adolescentes são suspeitos de matar idoso no Mato Grosso do Sul

Quatro adolescentes são suspeitos de matar Luiz Venitte Reina, idoso de 68 anos (Foto: Reprodução)
Quatro adolescentes são suspeitos de matar Luiz Venitte Reina, idoso de 68 anos (Foto: Reprodução)

Quatro adolescentes são suspeitos de matar um idoso durante um roubo a uma propriedade rural na cidade de Itaquiaraí, em Mato Grosso do Sul, a 408 da capita, Campo Grande. O caso aconteceu na tarde da última segunda-feira (8). As informações são do portal g1.

Os jovens, todos com idades entre 16 e 17 anos, teriam jogado o corpo do homem em um rio e fugido com a caminhonete dele. Além disso, um dos suspeitos sequestrou uma criança de 11 anos e a levou para Campo Grande.

Segundo o portal g1, a folha da vítima notou que o pai, Luiz Venitte Reina, havia desaparecido. Na terça-feira (9), ela registrou um boletim de ocorrência e policiais foram até o local onde o idoso de 68 anos morava.

Na casa, descobriram que adolescentes foram até o local no dia anterior e, assim, chegou aos suspeitos. Ao g1, a delegada Ana Cláudio Mediana, do Departamento de Repressão à Corrupção e ao Crime Organizado (Dracco), relatou que os quatro adolescentes viviam no mesmo assentamento que a vítima e o conheciam, porque trabalharam com ele.

Segundo Ana Cláudia, os suspeitos planejaram roubar o homem, mas a ação saiu do controle os quatro mataram Luiz com dois tiros de espingarda. Em seguida, eles roubaram uma motocicleta, uma caminhonete e também objetos da casa.

O corpo da vítima foi colocado na carroceria da caminhonete e jogado no rio.

Outro jovem foi até Campo Grande, dirigindo 408 km na caminhonete, e levou uma menina de 11 anos, com quem teria um relacionamento. O caso foi definido pela delegada como sequestro. Os outros três ficaram na cidade. A equipe do Dracco encontrou os dois e também a arma usada no crime.

Dois adolescentes envolvidos foram apreendidos em Itaquiraí e um quarto ainda não foi encontrado. O caso foi registrado como latrocínio, ocultação de cadáver, subtração de incapaz e porte ilegal de arma de fogo.