Adriane Galisteu sobre gastos: “Saía dinheiro pela janela, pelo ralo”

·1 minuto de leitura
Reprodução Instagram

Adriane Galisteu começou a trabalhar cedo, mas foi no ‘Ponto G’ em 1995 que ela deu o primeiro passo importante para trabalhar na televisão, e desde então ela passou por diversas emissoras, acumulando experiência. Requisitada, ela começou a ganhar dinheiro, muito dinheiro, e foi sobre este assunto que ela conversou com a jornalista Leda Nagle no YouTube.

“A chegada do Alexandre na minha vida me caiu uma ficha. Eu arrumei um homem que bota rumo na minha vida assim. Bota o meu pé no chão. É um cara que não é deslumbrado. Ele é um cara que rala, que trabalha com a família dele também. Acorda cedo, volta tarde... Então, a gente tem uma vida bem normal. E isso é uma coisa que eu não tinha”, disse Galisteu.

Leia também:

“Eu tinha vida bem de estrela, de artista. Eu tinha um monte de gente atrás de mim. Gastava um dinheiro louco. Saía dinheiro pela janela, saía dinheiro pelo ralo, ia saindo dinheiro e eu não contava dinheiro. E a coisa ia indo... E hoje eu tenho uma vida de pagar conta, saber quanto entra, saber quanto sai, apesar de eu ser péssima nisso. Mas, eu sou uma mulher muito mais contida. Sei o valor das coisas. Não que eu não soubesse antes, mas tinha uma trava”.

“Era meio trauma de pobre também. Porque quando você foi muito pobre, você tem vontade de fazer coisas. Eu tinha tanta vontade de viajar. Eu viajava assim: tenho três dias. Mãe, vamos para Londres? E levava mais quatro comigo e ia todo mundo de primeira classe... Eu fazia essas coisas. Eu ia jantar em Paris e voltava. Mas eu vivi, me diverti”, contou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos