Adriano Imperador se arrepende de ter saído do Brasil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Avesso a entrevistas, Adriano Imperador participou do PodPah na última quinta-feira.
Avesso a entrevistas, Adriano Imperador participou do PodPah na última quinta-feira. Foto: (Mattia Pistoia - Inter/Inter via Getty Images)

Conhecido por não gostar de conceder entrevistas, o ex-atacante Adriano Imperador participou do podcast PodPah na noite da última quinta-feira e, além de relembrar momentos importantes em sua carreira como jogador de futebol, confessou algumas situações de arrependimento, como ter deixado o Flamengo em maio de 2010.

Na entrevista, Adriano revelou que quis provar ao povo italiano que ainda podia render em alto nível, mas não tinha mais o foco necessário: "Eu não deveria ter saído do Brasil e voltado para a Itália em 2010. Eu quis dar uma resposta pela maneira que sai da Inter de Milão. O povo italiano é apaixonado por mim, fiquei com isso no coração, na mente. Queria voltar para retribuir esse carinho. Mas infelizmente aquilo não era mais para mim, minha cabeça estava no Brasil".

Leia também:

Depois de sair do Flamengo, 'Didico', apelido que Adriano tem, atuou por Roma, Corinthians, Athletico-PR e Miami United. Seu retorno ao Brasil, para o Corinthians, teve participação especial de Ronaldo Fenômeno: "Eu deveria ter estendido o meu contrato com o Flamengo, na verdade. Não deveria ter saído. A Roma insistiu, mas acabei indo. Quando voltei, o Ronaldo me ligou. Eu queria mesmo ir. Demorou um pouco, tinha de ver as coisas de contrato. Fiquem esperando e fui para o Corinthians, mas me machuquei no primeiro treino".

Grande título em seu retorno ao futebol brasileiro, Adriano citou a importância da conquista do Campeonato Brasileiro de 2009 com o Flamengo: "Eram 10 anos sem ganhar o Brasileiro. Para a torcida, foi muito importante. Para mim, também. A torcida grava esse tipo de coisa. Foi especial".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos