Adutora de água rompe; abastecimento da Baixada Fluminense e Zona Norte do Rio é parcialmente interrompido

Uma adutora de água da Cedae se rompeu no início da tarde desta terça-feira em Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. Vídeos nas redes sociais mostram água jorrando da tubulação em meio a uma área de vegetação na região, enquanto a água invade as ruas e até as casas. Em um dos imóveis, moradora mostra que a força da água foi capaz de quebrar o muro. Segundo a Cedae, as cidades do Rio, Duque de Caxias, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Queimados, Mesquita, Nilópolis e Belford Roxo tiveram o fornecimento afetado.

Vistoria concluiu: Ponte Rio-Niterói não sofreu abalo na estrutura; todas as pistas da via estão liberadas

Não é visto desde quarta-feira: Polícia investiga desaparecimento de tatuador na Zona Oeste do Rio

Em nota, a Cedae informa que foi preciso reduzir a produção de água no sistema Guandu, para que o reparo emergencial em tubulação em Nova Iguaçu seja concluído. A previsão é de conclusão do serviço ainda nesta terça-feira.

Pelas redes sociais, moradores registraram o momento em que a água atinge as ruas do bairro Km 32.

Em uma das publicações, uma mulher mostra a água invadindo o terreno de uma oficina de carros e o muro da propriedade quebrado, devido à força da água.

— Vamos ver o tamanho do prejuízo. Ainda bem que foi só financeiro, todo mundo conseguiu ir para o alto a tempo, ninguém se machucou — mostrou, em meio a um quintal repleto de lama e restos de planta, trazidos pela água, que ficavam presos na roda dos carros.

— A geladeira molhou. A minha loja, não parece, mas tem piso — narrou a mulher, que pisava na lama.

As ruas do bairro também foram atingidas. Motoristas registraram que estão precisando trafegar com os pneus dentro d'água, que é barrenta na antiga Estrada Rio-São Paulo.

A Águas do Rio, concessionária que abastece parte do Rio de Janeiro após o leilão da Cedae, publicou nas redes sociais que o rompimento provocou a interrupção parcial do abastecimento para municípios da Baixada Fluminense e bairros da Zona Norte da Capital.

Mais reparos nesta semana

A Cedae realiza, nesta quinta-feira, dia 17, a manutenção preventiva do Sistema Guandu. O serviço, parte da preparação da Cedae para o Verão 2022/2023, será realizado das 4h às 20h. Durante a manutenção, o fornecimento de água será interrompido em sete cidades. Composto pela Estação de Tratamento de Água (ETA) do Guandu e dois subsistemas de água tratada, Marapicu e Lameirão, o sistema é responsável pelo abastecimento de mais de 9 milhões de pessoas no município do Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense.

O serviço mobilizará mais de 500 profissionais, entre engenheiros, eletricistas, mecânicos e agentes de saneamento, além de 34 veículos. A ação permite reparos e correções necessárias, como instalação de equipamentos, reparos de vazamentos, ajustes eletromecânicos, revisão de peças e limpeza das redes e das instalações.

Durante o serviço, o fornecimento de água ficará interrompido para os municípios do Rio de Janeiro, de Duque de Caxias, São João de Meriti, Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis e Belford Roxo. O sistema entrará em operação imediatamente após a conclusão da manutenção. A distribuição de água nas localidades atendidas é de responsabilidade das concessionárias Águas do Rio, Iguá e Rio+Saneamento, de acordo com as respectivas áreas de atuação. A companhia recomenda à população que reserve água para o período, adiando tarefas não essenciais que exijam grande consumo.