Adversário do Vasco acusa racismo da torcida; clube rebate

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Técnico da Ponte Preta, Hélio dos Anjos acusou o Vasco de racismo, mas clube esclareceu.
Técnico da Ponte Preta, Hélio dos Anjos acusou o Vasco de racismo, mas clube esclareceu. Foto: (Thiago Ribeiro/AGIF)

Hélio dos Anjos, treinador da Ponte Preta, fez fortes acusações contra o Vasco da Gama. O experiente treinador alegou que a torcida do clube de São Januário teria proferido gritos racistas durante a partida da última quarta-feira e chegou a relatar o fato para o árbitro da partida, que preencheu a súmula da partida com a denúncia: "Aos 39 minutos do segundo tempo, com o jogo paralisado, o atleta de número 40, senhor Ramon Rodrigo de Carvalho, e o técnico, senhor Hélio Cézar Pinto dos Anjos, ambos da equipe Ponte Preta, informaram ao árbitro que ouviram sons de macaco vindos da torcida do Vasco da Gama. Esses sons não foram ouvidos pela equipe de arbitragem e nem pelo delegado da partida".

Em nota oficial emitida pelo Vasco da Gama, o clube carioca fez questão de negar os atos e corrigir a denúncia de Hélio, ao explicar que os gritos eram homenagem ao volante Yuri Lara, em forma de latido, uma vez que o jogador é chamado de 'pitbull' pela torcida: "Fomos surpreendidos na noite da última quarta-feira (27/04) em São Januário com uma absurda acusação de racismo direcionada a torcida do Vasco vinda de alguns profissionais da A. A. Ponte Preta. Algo sem fundamento algum e que se baseou equivocadamente num canto criado pela torcida do Vasco utilizado para homenagear o volante Yuri Lara, algo já feito, por exemplo, por outras torcidas e em outras praças esportivas".

Leia também:

O próprio Yuri Lara, em entrevista concedida após a partida, comentou sobre o tema: "O Ramon falou comigo sobre isso, falei que não era racismo, não tem nada a ver. Realmente estavam latindo, como latem. Não tem nada a ver com macaco. É inadmissível o racismo, ainda mais com a torcida do Vasco, por tudo que o Vasco representa para a história. Expliquei para ele que não tinha nada a ver com racismo. É o latido".

Com a vitória por 1 a 0 na noite de ontem, o Vasco da Gama alcançou a 8ª posição na tabela da Série B do Campeonato Brasileiro e encosta no grupo dos 4 clubes que acessam a Série A. Com 6 pontos em 4 jogos disputados, o Vasco está a apenas 1 ponto de distância do Grêmio, primeiro clube no G4.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos