Advogado de família vítima de chacina vê parentes “mais tranquilos” após morte de Lázaro

·2 minuto de leitura

 

Lázaro morreu em confronto com a polícia - Foto: Marcello Dantas/Yahoo Notícias
Lázaro morreu em confronto com a polícia - Foto: Marcello Dantas/Yahoo Notícias
  • Lázaro morreu nesta segunda-feira, após confronto com a polícia

  • Advogado da família Vidal admitiu que os parentes estão mais tranquilos com a notícia

  • O criminoso era suspeito de matar quatro integrantes da família Vidal no início do mês

A morte de Lázaro Barbosa nesta segunda-feira, após confronto com a polícia, trouxe alívio para a família Vidal, vítima da chacina promovida pelo criminoso no início do mês. Foi o que garantiu o advogado Fábio Alves, em entrevista ao portal Metrópoles.

Representante do clã Vidal, Fábio considerou que “não há o que se comemorar quando acontece uma morte”, mas admitiu que “a família se sente mais tranquila” sem o criminoso nas ruas.

Leia também:

O advogado levantou, ainda, uma série de questões que acredita serem fundamentais para o encerramento do caso. Ele apontou, por exemplo, que “Lázaro não agia sozinho” e cobrou informações sobre seus comparsas.

“Lázaro não agia sozinho. Há pessoas dando cobertura. Financiaram os crimes que Lázaro cometia. A gente vai deixar a polícia trabalhar e temos a certeza que eles vão achar os demais comparsas que ajudaram Lázaro”, disse.

Morte de Lázaro foi celebrada por pessoas da região - Foto: Marcello Dantas/Yahoo Notícias
Morte de Lázaro foi celebrada por pessoas da região - Foto: Marcello Dantas/Yahoo Notícias

Fábio levantou ainda hipóteses sobre os motivos que teriam levado o rapaz a cometer tais crimes e seus comparsas a acobertá-lo. “Briga por terras, crimes cometidos para comprar áreas mais baratas, vingança. Tudo isso vai ser apurado para um desfecho da polícia”, projetou.

Lázaro é suspeito de matar Cláudio Vidal, de 48 anos, e seus filhos Gustavo Vidal, 21, e Carlos Eduardo Vidal, 15. Ele também teria sequestrado e matado Cleonice Marques, esposa de Cláudio.

Captura de Lázaro Barbosa

O assassino Lázaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, morreu após um confronto e troca de tiros com policiais que estavam em sua procura, na manhã desta segunda-feira (28).

A primeira informação da captura de Lázaro foi dada pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), que fez o anúncio em suas redes sociais de que o serial killer teria sido preso.

Posteriormente, agentes das forças de segurança relataram que ele foi baleado, levado para um hospital de Águas Lindas de Goiás e morto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos