Advogado levou sete facadas e morreu com golpe no tórax, diz laudo

Advogado levou sete facadas - Foto: Reprodução
Advogado levou sete facadas - Foto: Reprodução
  • Advogado foi assassinado com sete facadas na semana passada, no Rio

  • Laudo comprovou que o golpe fatal foi dado no tórax de Victor Coelho

  • Polícia ainda investiga o crime e tenta localizar o responsável pelo assassinato

O advogado Victor Stephen Pereira Coelho, de 27 anos, morto na madrugada do último dia 23 no Centro do Rio de Janeiro, levou sete facadas, sendo uma delas um golpe fatal no tórax.

Foi o que concluiu o laudo de necrópsia da vítima, divulgado nesta terça-feira (2) pelo g1.

O documento produzido pelo Instituto Médico Legal (IML) apontou que Victor teve duas perfurações no tórax, sendo a mais grave de 70mm de comprimento. As outras facadas foram aplicadas na cabeça, no braço direito e no braço esquerdo, além de duas nas costelas.

O corpo do advogado foi enterrado na segunda-feira da semana passada (25), na Zona Norte do Rio. Os amigos definiam Victor como um pacifista.

Entenda o caso

Victor foi esfaqueado após deixar uma festa na Praça da República, para onde havia ido com três colegas de escritório após o expediente naquela sexta (22).

No local, o advogado teria se encontrado com o suspeito pela sua morte, identificado como Wilson José Câmara de Oliveira, de 37 anos.

Imagens de uma câmera de segurança mostram os dois caminhando por volta das 23h38 pela Rua da Constituição, em direção à estação Saara do VLT.

Vinte minutos depois, Victor foi atacado pelo criminoso. Ele ainda tentou escapar, mas foi derrubado e esfaqueado por Wilson, que levou a carteira e o celular da vítima na fuga.

A Justiça do Rio de Janeiro já expediu um mandado de prisão temporária contra o suspeito, que, no entanto, continua foragido. A suspeita é de que o advogado tenha sido vítima de latrocínio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos