Advogado persegue e atropela mulher após briga de trânsito no DF

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Mulher foi atropelada e arrastada pelo veículo - Foto: Reprodução
Mulher foi atropelada e arrastada pelo veículo - Foto: Reprodução
  • Tatiana Machado foi atropelada em frente à sua residência após briga de trânsito

  • O advogado Paulo Ricardo Milhomem perseguiu a mulher, atingiu-a com o carro e a arrastou antes de fugir

  • O suspeito foi preso em flagrante e disse que não quis atropelar a vítima

Uma mulher foi atropelada na última quarta-feira em Brasília, em frente a sua residência, após briga de trânsito. Imagens de uma câmera de segurança mostram o momento em que ela é atingida violentamente.

De acordo com investigação da Polícia Civil, revelada pelo G1, um advogado foi responsável pelo atropelamento. Paulo Ricardo Moraes Milhomem, de 40 anos, foi preso. Já a vítima, Tatiana Thelecildes Fernandes Machado, de 37, está internada em estado gravíssimo.

Leia também:

A defesa de Paulo Ricardo afirmou, em nota, que o rapaz “não quis atropelar a vítima”, contrariando as imagens, que mostram o suspeito acelerando na direção da vítima e arrancando após atingi-la.

A discussão entre os dois teria começado na QI 15 do Lago Sul. Paulo Ricardo teria perseguido Tatiana até o portão da casa da mulher, na QI 19 do Lago Sul.

O vídeo mostra os carros emparelhados. Paulo Ricardo deixa o local e Tatiana aproveita para colocar seu veículo na garagem, mas o homem retorna e a mulher desce do carro, dando sequência à discussão.

Paulo Ricardo é advogado - Foto: Reprodução/CNA-OAB
Paulo Ricardo é advogado - Foto: Reprodução/CNA-OAB

O suspeito, então, dá ré e aproveita um momento de distração de Tatiana para atropelá-la e arrastá-la por alguns metros. Paulo Ricardo arranca com o veículo e deixa a mulher imóvel no chão.

O filho da vítima, de apenas 8 anos, estava dentro do carro. O marido aparece nas imagens abrindo o portão para Tatiana e, posteriormente, tentando alcançar Paulo Ricardo depois do atropelamento.

Suspeito fugiu, mas foi preso na sequência

O suspeito fugiu do local, mas a polícia conseguiu identificá-lo. Paulo Ricardo apresentou-se à corporação e, em depoimento, disse que sentiu-se ameaçado naquela situação.

O rapaz foi preso em flagrante por tentativa de homicídio e deverá passar por audiência de custódia ainda nesta quinta-feira.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos