Aeroporto de Lima prevê reativar suas operações à meia-noite de domingo

O aeroporto internacional Jorge Chávez de Lima prevê retomar suas operações comerciais à meia-noite de domingo, após a retirada dos destroços da colisão na sexta-feira entre um avião da Latam e um caminhão dos bombeiros, e o reparo da pista, informou a operadora do aeródromo neste sábado (19).

"Conseguimos retirar a aeronave da pista, os trabalhos de reabilitação e remedição já estão sendo feitos e temos previsto começar a operar à meia-noite", informou a Lima Airport Partners (LAP), encarregada do aeródromo, durante coletiva de imprensa oferecida pelas autoridades aeronáuticas.

O aeroporto fechou na tarde de sexta, depois que dois bombeiros morreram após a colisão de seu veículo de emergência com um avião da Latam, que decolava de Lima com 102 passageiros a bordo.

O fechamento do aeroporto, inicialmente previsto para durar até pouco após a meia-noite de sábado, foi prorrogado "devido à complexidade do acidente e do tratamento do vazamento do combustível provocado", assegurou a LAP.

O acidente ocorreu quando, em sua trajetória para a decolagem, a aeronave "colidiu com um carro dos bombeiros da empresa Lima Airport Partners, que estava realizando exercícios programados, rotineiros para treinamento", disse Donald Castillo, diretor-geral da Aeronáutica Civil do governo peruano.

Neste sábado, foi feita uma homenagem aos dois socorristas falecidos em um posto dos bombeiros perto do aeroporto.

Um terceiro socorrista que estava no veículo está hospitalizado em estado crítico, com lesões no crânio, desde a sexta.

A suspensão dos voos causou problemas e queixas dos passageiros, que não conseguiam viajar devido ao fechamento do maior aeroporto do Peru, por onde passou 1,68 milhão de passageiros em julho.

et/dga/ll/mvv