Aeroporto do Peru diz que caminhão de bombeiros treinava emergência antes de colisão com jato da Latam

Por Marco Aquino

BUENOS AIRES (Reuters) - A operadora do aeroporto de Lima disse neste domingo que um caminhão de bombeiros envolvido em uma colisão fatal com um jato de passageiros da Latam Airlines estava realizando um exercício de emergência pré-combinado.

O jato colidiu na sexta-feira com o caminhão de bombeiros quando percorria a pista antes de decolagem. O avião pegou fogo rapidamente. O acidente resultou na morte de dois bombeiros.

Neste domingo, a Lima Airport Partners, que opera o aeroporto, disse em um comunicado no Twitter que o caminhão de bombeiros havia entrado na pista como parte de um exercício de emergência coordenado entre o operador e a autoridade de tráfego aéreo.

"No dia 18 de novembro, durante a manhã e até o início do exercício, a equipe de bombeiros tomou todas as providências necessárias para executar a manobra", disse o operador do aeroporto.

"A Torre de Controle (CORPAC) confirmou o horário de largada 15h10, sendo o horário fixado para o início da manobra, sendo que o impacto com a aeronave da Latam ocorreu às 15h11."

Jorge Salinas, presidente do conselho de administração da Corporação Peruana de Aeroportos e Aviação Comercial (CORPAC), disse à rádio local que a autorização para o exercício não incluía a entrada na pista.

"Não há autorização para a entrada de qualquer veículo na pista. Há autorização para a realização de um exercício, mas fora das áreas que atualmente têm operações de trânsito", disse sábado à rádio RRP.

O Ministério da Saúde do Peru disse na sexta-feira que 20 passageiros estavam recebendo tratamento médico e pelo menos dois estavam em estado grave. A companhia aérea disse que nenhum passageiro ou tripulante morreu.