AFA cancela jogos desta sexta após ataque a Cristina Kirchner

Gigante de Arroyito receberia a partida entre Rosario Central e Talleres nesta sexta-feira. Foto: Gustavo Garello/Jam Media/Getty Images
Gigante de Arroyito receberia a partida entre Rosario Central e Talleres nesta sexta-feira. Foto: Gustavo Garello/Jam Media/Getty Images

Na noite desta quinta-feira (1), Cristina Kirchner sofreu uma tentativa de assassinato na porta de sua casa na Recoleta, depois que um homem de origem brasileira a abordou, sacou uma arma, apontou-a a centímetros de sua cabeça e atirou nela, mas a bala não saiu.

Diante do acontecimento, o presidente Alberto Fernández declarou feriado nacional nesta sexta-feira, 2 de setembro. O mandatário do país vizinho disse que o episódio foi "o mais grave desde 1983, quando o país voltou a ser uma democracia".

Leia também:

A partir disso, várias atividades foram canceladas, incluindo o futebol: a AFA confirmou que todas "as partidas agendadas para hoje estão suspensas".

Como resultado disso, a entidade liderada por Claudio Tapia emitiu um comunicado se posicionando a respeito do atentado e informando sobre o adiamento das partidas.

"A Associação Argentina de Futebol expressa sua forte rejeição ao que aconteceu com a Vice-Presidente da Nação, Dra. Cristina Fernández de Kirchner. E fazemos um chamado à sociedade como um todo alertando que a violência de qualquer ordem nunca é o caminho", dizia a postagem feita pela entidade máxima do futebol argentino.

As partidas que estavam marcadas para esta sexta-feira e foram canceladas são:

Liga profissional

Patronato x Union Santa Fé

Rosário Central x Talleres

Lanus x Tigre

Federal A

Crucero del Norte x Union Sunchales

Feminino

UAI Urquiza x Huracan

San Lorenzo x Estudiantes

Liga de Reservas

Argentinos Jrs. x Racing

Estudiantes x Platense

Banfield x Atlético Tucumán

Sarmiento x Aldosivi