Afastado do vôlei após comentários homofóbicos, Maurício Souza receberá maior honraria da Alesp

Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) vai entregar o Colar de Honra ao Mérito Legislativo ao ex-jogador de vôlei Maurício Souza. O ex-atleta foi afastado das quadras após publicar em seu perfil no Instagram, no ano passado, um comentário em que criticava a notícia de que o novo Superman seria bissexual.

A condecoração será entregue, no próximo dia 9, pela deputada estadual Letícia Aguiar, do Progressistas na sede da Alesp. Em março deste ano, o campeão olímpico na Rio-2016, que esteve presente na seleção brasileira que disputou os Jogos de Tóquio no ano passado, se filiou ao PL, partido de Jair Bolsonaro, e é pré-candidato a deputado federal por Minas Gerais, estado onde nasceu e tem residência.

O jogador de vôlei está sem clube desde outubro, quando foi dispensado do Minas Tênis Clube, após a polêmica de comentários homofóbicos postados por ele no Instagram. O clube de Belo Horizonte inicialmente minimizou o caso, mas foi pressionado por patrocinadores como a Fiat, e anunciou o desligamento de Maurício.

O caso gerou grande repercussão entre eleitores conservadores e Maurício, que já era conhecido pelo apoio ao Bolsonaro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos