Afegãos são orientados a deixar aeroporto de Cabul devido a ameaça "crível" do Estado Islâmico

·2 minuto de leitura
Multidão se amontoa do lado de fora do aeroporto de Cabul, no Afeganistão

(Reuters) - Os Estados Unidos e seus aliados pediram às pessoas que se afastem do aeroporto de Cabul nesta quinta-feira devido a uma ameaça de um ataque de militantes do Estado Islâmico enquanto tropas ocidentais correm para retirar o máximo possível de pessoas antes do prazo final de 31 de agosto.

A pressão para finalizar a retirada de milhares de estrangeiros e afegãos que ajudaram países ocidentais durante a guerra de 20 anos contra o Taliban aumenta, e todas as tropas dos Estados Unidos e aliados devem deixar o aeroporto na semana que vem.

Em um alerta emitido na noite de quarta-feira, a embaixada norte-americana em Cabul aconselhou os cidadãos a evitarem viajar ao aeroporto e disse que aqueles já nos portões deveriam partir imediatamente, citando "ameaças de segurança" que não especificou.

Em um aviso semelhante, o Reino Unido orientou as pessoas na área do aeroporto a se afastarem, e seu ministro das Forças Armadas, James Heappey, disse que a inteligência a respeito de um possível ataque suicida de militantes do Estado Islâmico se tornou "muito mais firme".

"Não consigo enfatizar o desespero da situação o suficiente. A ameaça é crível, é iminente, é letal. Não estaríamos dizendo isto se não estivéssemos genuinamente receosos de oferecer ao Estado Islâmico um alvo que é simplesmente inimaginável", disse Heappey à rádio BBC.

A Austrália também alertou as pessoas a manterem distância do aeroporto, e a Bélgica encerrou suas operações de retirada por causa do perigo de ataque. O governo holandês também emitiu um alerta e disse que espera realizar seu último voo de retirada nesta quinta-feira, deixando para trás algumas pessoas habilitadas a viajar para a Holanda.

Um diplomata ocidental em Cabul disse que áreas diante dos portões do aeroporto estavam "incrivelmente lotadas" novamente, apesar dos alertas.

O Taliban, cujos combatentes estão vigiando o perímetro ao redor do aeroporto, são inimigos da filiada afegã do Estado Islâmico, conhecido como Estado Islâmico Khorasan devido a um nome antigo da região.

"Nossos seguranças também estão arriscando a vida no aeroporto de Cabul, eles enfrentam uma ameaça também do grupo Estado Islâmico", disse uma autoridade do Taliban pedindo anonimato.

Os alertas surgiram tendo como pano de fundo de caos na capital Cabul e seu aeroporto, onde uma ponte aérea de grande porte de cidadãos estrangeiros e suas famílias, além de alguns afegãos, está em andamento desde que o Taliban capturou a cidade, no dia 15 de agosto.

Enquanto tropas ocidentais no aeroporto trabalhavam febrilmente para acelerar ao máximo a retirada, milhares de pessoas ainda se aglomeravam do lado de fora, tentando fugir ao invés de permanecer em um Afeganistão controlado pelo Taliban.

(Das redações da Reuters)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos