Agência nbs lança o estudo 'Novo Padrão' e garante que a Covid-19 já mudou a sociedade

O estudo lançado pela agência nbs

Dentro de um cenário ainda incerto num mundo pós pandemia de coronavírus, a agência de publicidade nbs está publicando um estudo chamado “Novo Padrão”. Mudanças no dia a dia das pessoas já aconteceram e estão, diariamente, impactando a vida em grandes proporções. Na visão da agência, a tendência é que o altruísmo ganhe ainda mais peso e valor, levando em consideração que a coletividade e a colaboração entre as pessoas é um elo forte de luta contra um inimigo comum a todos.

- Recebemos muitos documentos sobre o impacto da pandemia como algo temporário, tem gente esperando isso tudo passar para entender o que será o novo normal. E isso não vai acontecer. Já estamos com comportamentos adquiridos e irreversíveis. É o que estamos chamando de novo padrão. E não é o próximo passo, é o agora - enfatiza Bruno Altieri, diretor de Estratégia da nbs.

O documento elaborado pelo time da agência aponta 12 tendências, que foram identificadas com a curadoria de estudos secundários e confirmadas através de social listening. Algumas das mudanças identificadas levariam muito tempo para acontecer, mas foram “aceleradas” pela crise global promovida pela Covid-19.

- Identificamos, por exemplo, uma aproximação forçada entre as pessoas da mesma família, os mais jovens ensinando tecnologia para os mais velhos e até a inclusão bancária da população por conta do auxílio emergencial – explica Bruno.

O estudo mapeou os novos compartamentos e dividiu em 12 categorias: mundo com menos contato; consumismo revisitado; novas formas de trabalho; ensino híbrido; live com proximidade; emergência digital; e-commerce e delivery first; "adulting" novos papéis; family first; visibilidade e tech após os 60; fuga do Burnout; e Digitalização da comunicação governamental.

A conclusão do estudo, que está disponível para download nas redes sociais da agência, é de que ainda não se sabe se o mundo será melhor ou pior, mas certamente ele será diferente. E que não faz sentido falar em mundo pós-quarentena, porque a vida já está sendo impactada em grandes proporções.

- Somos uma agência, fizemos esse trabalho com foco nas marcas. Mas ele serve para muitos outros setores. Definitivamente, é hora de se movimentar. As tendências estão acontecendo e já podemos agir, mesmo sem termos a clareza de “por quanto tempo vai durar” ou “como ficará o mundo depois” – finaliza Bruno Altieri, um dos responsáveis pelo estudo.