Agência nos EUA vai pagar mil dólares para quem adotar cavalos selvagens

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Escritório de Gestão de Terras, uma agência dos Estados Unidos conhecida por BLM e que administra mais de 247,3 milhões de acres em terras públicas, está oferecendo US$ 1.000 (cerca de R$ 3.833) para aqueles que adotarem um cavalo selvagem.

Segundo a rádio americana Boise State Public Radio, a BLM identificou cerca de 82 mil cavalos selvagens e asnos em terras no oeste do país, e que esses animais podem danificar a pastagem. Além disso, em grandes populações, alguns deles podem passar fome e até morrer.

A BLM captura os animais e os mantém em um curral com capacidade para 6.000 deles. Os menos selvagens podem ser adotados.

Debbie Collins, uma especialista em cavalos, diz que há um grande número de animais, mas poucas adoções. "Nossos números aumentaram ainda mais, estamos com quase 82 mil animais em nossas terras", diz. "Isso é demais".

Em média, cada animal no curral custa ao BLM, por ano, cerca de US$ 2.000 (R$ 7.667) entre alimentos, cuidados veterinários e outros gastos. O incentivo de US$ 1 mil visa chamar a atenção de mais pessoas para adotarem.