Agência reguladora da Itália diz que Vivendi exerce influência sobre Telecom Italia, dizem fontes

(Reuters) - O órgão regulador de telecomunicações da Itália (AGCOM) avaliou que a Vivendi influencia significativamente a Telecom Italia, disseram duas fontes horas após a agência decidir que o grupo francês violou as regras antitruste italianas.

A AGCOM está analisando a fatia da Vivendi na Telecom Italia e na Mediaset, dado que as leis nacionais proíbem empresas de ter participação excessiva nos mercados domésticos de telecomunicações e mídia.

A decisão contra a Vivendi pode obrigar a empresa a reduzir sua fatia de 29 por cento na Mediaset, da qual é o segundo maior acionista, depois da família do ex-primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

Uma das fontes disse que a AGCOM estabeleceu que a Vivendi tem "relevante influencia" sobre a Telecom Italia, sendo a maior investidora, com uma participação de cerca de 24 por cento.

"Hoje eles vão decidir as consequências disso", afirmou à Reuters nesta terça-feira a fonte, que tem conhecimento direto do assunto.

Uma segunda fonte confirmou a decisão da AGCOM e disse que o órgão regulador pode dar cerca de 12 meses para a Vivendi se reorganizar segundo as regras italianas.

(Por Alberto Siso)