Agenda de Lula na COP27 terá carta pela Amazônia e pronunciamento na próxima quarta

***ARQUIVO***JUIZ DE FORA, MG, BRASIL, 21.10.2022 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)
***ARQUIVO***JUIZ DE FORA, MG, BRASIL, 21.10.2022 - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) viaja nesta segunda (14) para a COP27, a conferência da ONU (Organização das Nações Unidas) sobre mudanças climáticas, e os compromissos oficiais começam na quarta (16).

A agenda inclui encontro com governadores da Amazônia, pronunciamento na área da ONU e participação no fórum de povos indígenas e mudanças climáticas.

Lula fará um voo direto, a bordo de um avião do empresário José Seripieri Junior, fundador da Qualicorp e dono da Qsaúde, como adiantou a coluna Mônica Bergamo. A aeronave do modelo Gulfstream tem capacidade para transportar 12 pessoas e autonomia para voar direto ao país africano que sedia a COP27.

A agenda oficial, que não inclui reuniões solicitadas por representantes de países e organizações, começa na quarta (16), às 11h (horário de Sharm el-Sheikh; 6h no horário de Brasília) com o evento Carta da Amazônia, com os governadores de Amapá, Acre, Mato Grosso, Pará, Tocantins e Rondônia.

O grupo pretende entregar a Lula um plano com detalhamento de ações para controle do desmatamento, como parte de um movimento para conseguir recursos internacionais e buscar realinhamento com o petista após a derrota do presidente Jair Bolsonaro (PL) nas eleições.

O governador reeleito do Pará, Helder Barbalho (MDB), tem buscado protagonismo entre seus pares e foi o responsável por convidar Lula para a COP27.

Ainda na quarta, às 17h15, no horário do Egito, Lula fará seu pronunciamento oficial na COP27, na área da ONU.

Na quinta (17), às 10h do horário local, o presidente eleito participa de um encontro com organizações da sociedade civil brasileira no Brazil Hub, e, às 15h, do Fórum Internacional dos Povos Indígenas para Mudanças do Clima.

Na sexta (18), Lula viaja para Portugal, para encontros com autoridades portuguesas, antes de voltar ao Brasil no fim de semana.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) não vai ao Egito, e quem representa o Brasil na terça (15), em plenária do evento, é o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite. Ele discursará entre 15h e 19h.

O projeto Planeta em Transe é apoiado pela Open Society Foundations.