Agente da PRF é morto em tentativa de assalto no Rio

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Um policial rodoviário federal foi morto na tarde desta quinta (27), em uma tentativa de assalto, na zona oeste do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Militar, o agente Bruno Vanzan, 41, reagiu à ação ao descer do carro em que estava. Ele foi baleado pelas costas e caiu de um viaduto da via expressa Transolímpica, na altura da Vila Militar.

Em nota, a PRF (Polícia Rodoviária Federal) disse que "lamenta o ocorrido e manifesta solidariedade, desejando que Deus dê conforto aos familiares, amigos e colegas neste momento de luto".

Vanzan ingressou na corporação em 2004, ocasião em que foi o primeiro colocado, e deixa mulher e dois filhos. Ele era lotado em Resende, no Sul Fluminense, a 160 km do Rio de Janeiro.

Segundo informações iniciais das polícias Civil e Militar, Vanzan teria sido baleado no momento em que pulava a mureta de divisão das pistas, porém, ferido, caiu no vão existente. Ele morreu no local após a queda de cerca de dez metros.

As polícias realizaram uma operação na Vila Kennedy, zona oeste, para onde os criminosos teriam fugido, mas não há informações de prisões, tiroteios ou apreensões. Deram apoio à operação dois helicópteros da Polícia Civil e um blindado da Polícia Militar, além de viaturas da PRF.

Ainda durante a fuga dos criminosos, um outro carro também foi atingido por tiros dentro da comunidade por homens não identificados, mas as duas pessoas que estavam no veículo não se feriram. Os atiradores seriam os suspeitos em fuga.

As investigações sobre o caso foram assumidas pela Delegacia de Homicídio da Capital. Não há informações sobre o enterro do agente.