Agetransp autoriza reajuste de tarifa de trens no Rio

O reajuste anual de tarifa do serviço de transporte ferroviário, aprovado pelo Conselho Diretor da Agetransp em sessão realizada no último dia 20, autorizou o aumento da passagem cobrada pela SuperVia de R$ 7 para R$ 7,40. Na prática, no entanto, o valor segue sendo o de R$ 5, tarifa cobrada desde 22 de fevereiro de 2021 após acordo entre o governo do estado e a SuperVia. Este não é o único aumento enfrentado pelos cariocas neste início de ano.

Covid-19: Cidade do Rio recebe 113 mil novas doses, e vacinação de adultos será retomada na próxima segunda-feira

Violência: Relembre casos de moradores que tiveram objetos confundidos com armas durante operações em favelas do Rio

Em nota divulgada à imprensa, a Agetransp afirma que recomendou ao Governo do Estado e à SuperVia que formalizem com urgência um novo termo aditivo para a definição da nova tarifa para que o novo reajuste cause o menor impacto possível entre os usúarios, tendo em vista a atual discrepância entre o valor cobrado atualmente e o aprovado.

Além de aprovar a nova tarifa, o Conselho Diretor da Agetransp também decidiu multar a SuperVia no valor de R$ 147.034,96, referente à falta de conservação da ponte ferroviária localizada sobre o rio Ribeirão das Moças, próximo à estação de Vila Inhomirim. Segundo o órgão, há dois anos que a falta de manutenção impede o funcionamento e o acesso dos passageiros às estações Vila Inhomirim e Fragoso, em Magé.

Além da multa, o Conselho da Agetransp também enfatizou que é obrigação da Supervia oferecer transporte alternativo entre as estações de Fragoso e Vila Inhomirim, em função das inatividades das estações.