Agora é oficial, Xiaomi vai produzir carros a partir de 2024

·2 min de leitura
Gigante das telecomunicações oficializou a criação da divisão de automóveis elétricos, Xiaomi Automobile.
Gigante das telecomunicações oficializou a criação da divisão de automóveis elétricos, Xiaomi Automobile.
  • Expectativa é que nova divisão de veículos, Xiaomi Automobile, venda 100 mil unidades em 1 ano

  • Gigante chinesa demonstrou interesse em adquirir divisão de carros elétricos da Evergrande

  • Carros deverão contar com tecnologia de ponta e serão ofertados para os diferentes segmentos de mercado

O presidente-executivo da gigante dos eletrônicos chinesa Xiaomi, Lei Jun, anunciou que a empresa produzirá seus próprios modelos de carros elétricos a partir do primeiro semestre de 2024.

Zang Ziyuan, diretor do departamento internacional de marketing da empresa, também publicou animado a revelação em sua conta da rede social chinesa Weibo.

Leia também:

O anúncio representa um avanço na divisão de veículos, Xiaomi Automobile. A ideia da empresa é que seus carros sejam 100% elétricos, com conectividade avançada e que seus pacotes de tecnologia e segurança sejam os mais avançados da história.

O portal chinês 36Kr afirma que, segundo fontes internas, a empresa estará investindo pesado na nova divisão, com planos de gastar cerca de US$ 10 bilhões, ou R$ 55,5 bilhões, em uma década. Com isso, é possível presumir que o objetivo seja desenvolver uma linha completa de carros, ao invés de apenas um modelo. A americana Apple, em comparação, separou "só" US$ 3,6 bilhões para o desenvolvimento do Apple Car.

A gigante também mostrou interesse em comprar a divisão de veículos elétricos da Evergrande, construtora chinesa que se encontra em problemas financeiros. Com isso, o transporte de mão de obra e tecnologia da empreiteira se juntará a uma divisão que já conta com mais de 100 funcionários.

Segundo Jun, os primeiros modelos do carro devem chegar ao mercado em 2023. Expectativa é que se vendam 100 mil unidades em 1 ano.

Com o anúncio, as ações da Xiaomi subiram 5,4%. O maior ganho percentual diário desde 12 de maio, quando a empresa saiu da lista de restrições de investimentos dos EUA.

Animado com a novidade, um fã da empresa já começou a criar artes fantasiando sobre como será o design do futuro carro. Batizado como Xiaomi Electric Car M1 pelo entusiasta, o modelo se assemelha ao esportivo Tesla. A gigante, no entanto, já avisou que pretende criar carros para todos os setores do mercado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos