Agredido, jornalista entra no ar ensanguentado e denuncia “atentado” em TV do RS

·2 min de leitura
  • Daniel Carniel foi agredido momentos antes de entrar no ar em Garibaldi-RS

  • Ele apresentou parte de seu programa ensanguentado, antes de buscar tratamento médico

  • Segundo o jornalista, a agressão aconteceu por denúncias feitas por ele na televisão

Um jornalista foi agredido momentos antes de entrar no ar na Adesso TV, em Garibaldi, no Rio Grande do Sul. Daniel Carniel apresentou o programa ensanguentado e denunciou ter sido vítima de um “atentado”.

O caso aconteceu na última sexta-feira (14). Imagens de uma câmera de segurança mostram um rapaz entrando na emissora momentos antes do âncora. Momentos depois, ele deixa o agressor deixa o local, seguido pelo apresentador, já ensanguentado.

“Estou começando o programa de uma maneira diferenciada, estou todo ensanguentado, ainda não me limpei. Poucos minutos atrás, sofri um atentado. Devo estar até com o dente quebrado, vou fazer exame de corpo de delito, buscar atendimento médico”, declarou Carniel na abertura do programa “Prato Limpo”.

O apresentador relatou como foi a agressão e disse que foi surpreendido na porta da emissora por um rapaz que, após questioná-lo sobre sua identidade, deu início às agressões.

Jornalista apresentou programa ensanguentado - Foto: Reprodução
Jornalista apresentou programa ensanguentado - Foto: Reprodução

“Esse rapaz que estava aqui na porta perguntou quem era o Daniel Carniel. Quando falei que era eu, começou a me agredir fisicamente, me jogou para dentro do prédio, começou a me chutar e dizia: ‘Isso é pelas denúncias que você está fazendo, para você aprender, para mostrar que você não pode falar o que quiser’. Não sei quem é a pessoa, mas me agrediu bastante, estou bastante machucado”, disse.

O jornalista afirmou que já havia sido alertado sobre o perigo das denúncias que realiza, mas que, até então, tinha sofrido apenas ameaças. Ele explicou, ainda, que não teria condições de apresentar o programa pois precisaria buscar atendimento médico.

Sindicato repudia agressão

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do RS (Sindjors) e a Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) divulgaram nota denunciado e repudiando a agressão sofrida por Carniel.

Segundo a nota assinada em conjunto pelas entidades, o jornalista "há 15 dias havia trabalhado em notícia que denunciou irregularidades cometidas pelo ex-prefeito do município".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos