Agência Internacional de Energia Atómica já na estrada rumo a Zaporíjia

Os inspetores da Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) chegaram a Kiev e foram recebidos pelo presidente ucraniano.

Mas, no seu discurso noturno, Volodymyr Zelensky acusou a Rússia de ter como alvo os caminhos dos inspetores da AEIA que deverão visitar a central nuclear de Zaporíjia, provavelmente, esta quarta-feira.

"É uma missão importante e tudo faremos para garantir que se realize em segurança. Infelizmente, a Rússia não pára com as provocações, precisamente nas rotas através das quais a missão deve chegar à central. Mas espero que a missão da Agência (AIEA) seja capaz de iniciar o seu trabalho," declarou o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelenskyy.

De acordo com a Rússia, são os ataques ucranianos que colocam a central nuclear em risco e só graças à defesa russa é que os ataques são neutralizados.

"Nas últimas 24 horas, a artilharia ucraniana disparou dois projeteis, para o território da central nuclear, que explodiram perto do Edifício Especial nº 1. O nível de radiação na central nuclear de Zaporíjia continua normal," afirmou o porta-voz do ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov.

A contraofensiva do exército ucraniano continuou, na terça-feira, no sul da Ucrânia, onde foram relatados combates intensos.

A Ucrânia alega ter destruído pontes e depósitos de munições e esmagado postos de comando numa onda de combates ,no sul ocupado pela Rússia, alimentando especulações de que a sua tão esperada contraofensiva para tentar inverter o rumo guerra está em curso.

Por seu lado, a Rússia disse que infligiu pesadas baixas às tropas ucranianas.