Air France vai anular 50% dos voos de longa distância por greve

Um A380 da Air France no aeroporto Charles de Gaulle em 2 de dezembro de 2016

A Air France prevê o cancelamento de metade dos voos de longa distância com decolagem de Paris na quinta-feira, consequência da greve de funcionários para exigir aumento salarial.

Embora tenha confirmado 75% de seu programa de voos para o dia, com um percentual de grevistas calculado em 28%, a empresa só terá condições de operar "50% dos voos de longa distância com saída de Paris".

A empresa informou que vai manter 75% dos voos de média distância com decolagem do principal aeroporto parisiense, Roissy-Charles de Gaulle, e que 85% de seus voos na quarta-feira serão de curta distância.

A Air France prometeu fazer o possível para "limitar as perturbações".

A greve foi convocada por vários sindicatos.

A direção da empresa propôs aos sindicatos um acordo que prevê um aumento geral dos salários - o primeiro desde 2011 - de 1% e um aumento de 1,4% para os funcionários de terra.

Os sindicatos não aceitaram a proposta, que consideram insuficiente e "não compensa o aumento do custo de vida nem os salários congelados desde 2011".

Os sindicatos exigem um aumento geral dos salários de 6%, com base na alta de 42% do lucro operacional em 2017, a 1,488 bilhão de euros.