Airbnb prevê receita menor no 4º tri por dólar forte

BENGALURU, Índia (Reuters) - A Airbnb previu nesta terça-feira receita no quarto trimestre abaixo das estimativas do mercado, dizendo que o dólar forte pressionou o negócio e que as reservas devem perder força.

A empresa de aluguel de residências para temporada espera receita no quarto trimestre entre 1,80 bilhão e 1,88 bilhão de dólares, com ponto médio abaixo das expectativas dos analistas de 1,85 bilhão de dólares, segundo a Refinitiv.

A indústria de turismo teve uma recuperação estelar neste ano devido à melhor temporada de viagens em três anos, mas enfrenta riscos com o aumento global da inflação.

A Airbnb registrou no terceiro trimestre recorde em reservas, com quase 100 milhões de diárias e "experiências" reservadas, mas disse que as reservas do trimestre atual serão "um pouco moderadas" a partir desses níveis.

"À medida que o impacto da pandemia diminui, mas as condições macro persistem, esperamos que uma recuperação contínua, embora instável, das viagens internacionais seja mais um vento a favor dos resultados futuros", disse a empresa.

As principais companhias aéreas do mundo apontaram aumento nas viagens internacionais, especialmente para a Europa, mas a Airbnb disse que a maioria de seus viajantes na América do Norte e Europa reservou estadias domésticas.

As diárias médias da Airbnb subiram 5% ano a ano, para 156 dólares no trimestre, uma vez que o trabalho híbrido alimentou a demanda por aluguéis de férias de longo prazo, incentivando os anfitriões a cobrarem mais.

O lucro líquido aumentou 45,6%, para 1,21 bilhão de dólares, ou 1,79 dólar por ação, enquanto a receita aumentou 28,9%, para 2,88 bilhões, superando as estimativas de 2,84 bilhões.

(Por Aishwarya Nair)