Alça que liga a Ponte Rio-Niterói à Linha Vermelha será aberta neste sábado

Carolina Callegari
Região do Porto do Rio ganha alça de ligação à Linha Vermelha neste sábado e tem obras de viaduto para a Avenida Brasil em andamento

RIO — A chegada ao Rio promete ser de menos trânsito para quem sai de Niterói rumo ao Rio. A partir de amanhã os motoristas ganham um caminho alternativo — e mais rápido — para acessar a Linha Vermelha, na altura do Km 3, com a inauguração da alça ligando a Ponte Rio-Niterói à via. Inicialmente, a Ecoponte (concessionária que administra a ponte e é executora da obra) anunciou a entrega para depois o carnaval, porém a abertura foi adiantada para amanhã, no fim da tarde. Um evento, às 14h, marca a inauguração do elevado. A expectativa é de 15 mil veículos passarem pelo novo trecho diariamente. As obras duraram 20 meses e custaram R$ 230 milhões.

A alça vai desafogar o trânsito em direção à Avenida Brasil, na altura do Caju, para quem vem de Niterói. O novo trecho tem 2,5km de extensão e duas pistas de rolamento liberadas para carros, motos e ônibus, não sendo permitidos caminhões. Ele será acessado próximo ao Pórtico 3 da Ponte Rio-Niterói, na altura do Km 333, com única saída para a Linha Vermelha, na altura da comunidade Parque Alegria, no Caju. O trecho será monitorado por quatro câmeras e terá um painel de mensagens informativas controlados pela Ecoponte. A estrutura ainda conta com 113 luminárias de LED para iluminação e guarda-corpo com um metro de altura.

O novo traçado se estende sobre a linha férrea do Porto do Rio, parte do terreno do Arsenal de Guerra do Exército, margeia o Cemitério do Caju (São Francisco Xavier) e passa pela Favela Parque Alegria e pela Rua Carlos Seixas, no Caju, até chegar à Linha Vermelha. O elevado teve seu desenho refeito para não avançar sobre os limites do cemitério, o que acarretaria a remoção de diversos túmulos, e não desapropriar 300 imóveis do Parque Alegria.

Revitalização no Caju e Avenida Portuária

Em continuidade ao empreendimento, a Ecoponte investirá também R$ 6,5 milhões em obras de reurbanização e drenagem no bairro do Caju, na Zona Portuária do Rio, na região de abrangência no trecho municipal da construção da alça. Os trabalhos incluem pavimentação de ruas, implantação de novo sistema de drenagem, construção de áreas de lazer e melhorias no sistema viário, dentre outras melhorias. O projeto foi realizado em parceria com a Prefeitura do Rio e os trabalhos estão previstos para o início do mês que vem.

A concessionária segue ainda com a construção da Avenida Portuária, via expressa com dois sentidos exclusiva para veículos de cargas que ligará Manguinhos, na Avenida Brasil, com o portão 32 do Cais do Porto, no Caju. A Avenida Portuária está com 75% da obra concluída e será entregue em agosto de 2020.

O investimento da concessionária é de R$ 450 milhões na alça de ligação da Ponte para a Linha Vermelha e na Avenida Portuária.