Além de "Pacto Brutal": documentários de crimes reais no Brasil

Os cinco episódios de "Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez", série documental que revela detalhes do crime que chocou o Brasil, já estão disponíveis no catálogo da HBO Max. A produção mostra como a filha da escritora Gloria Perez foi brutalmente assassinada por Guilherme de Pádua e sua então esposa, Paula Nogueira Thomaz, no dia 28 de dezembro de 1992.

Assim como o caso de Daniella, outros crimes brutais que ocorreram no Brasil já foram documentados em produções para o streaming. Confira:

“Caso Evandro”

Lançado pelo Globoplay, o documentário adapta para streaming o podcast criado por Ivan Mizanzuk. O “Caso Evandro” conta a história por trás de um dos crimes mais emblemáticos do Brasil que ocorreu em abril de 1992, quando o menino Evandro Ramos Caetano, de 6 anos, desapareceu misteriosamente em Guaratuba, no litoral do Paraná.

“Elise Matsunaga: Era Uma Vez um Crime”

O assassinato de Marcos Matsunaga chocou o Brasil em 2012. No documentário da Netflix, Elize Matsunaga, responsável pelo crime, quebra o silêncio sobre ter assassinado e esquartejado o marido.

“Em Nome de Deus”

A série documental do Globoplay conta a história do médium João de Deus, desde sua infância em Itapaci, Goiás, até sua prisão por abusos sexuais. A produção mostra os bastidores da investigação que começou em 2018, com depoimentos de centenas de mulheres.

"A Menina que Matou os Pais + O Menino que Matou Meus Pais"

Em 2002, a jovem Suzane Von Richthofen, junto ao seu namorado Daniel Cravinhos e o irmão dele, Cristian Cravinhos, assassinaram seu pai Manfred von Richthofen e sua mãe Marísia. Os filmes da Amazon Prime Video mostram diferentes versões do caso.

“Carandiru: O Filme”

Baseado no livro “Estação Carandiru”, de Drauzio Varella, o filme disponível no Globoplay mostra o trabalho do médico sanitarista que se oferece para realizar o trabalho de prevenção ao vírus HIV no Carandiru, maior presídio da América Latina, durante a década de 1990. Ele convive com a dura realidade dos detentos, presencia a violência agravada pela superlotação e a precariedade dos serviços prestados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos