Ala da União Brasil vê tentativa de interferência de Doria na escolha do vice de Rodrigo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
*ARQUIVO* SÃO PAULO-SP, BRASIL, 18-05-2022 - JANTAR PARA GOVERNADOR - O Secretario de Justiça, Fernando José da Costa, convida para jantar em tua residência em homenagem ao Governador do Estado, Rodrigo Garcia. governador do Estado de São Paulo Rodrigo Garcia (Foto: Ronny Santos/Folhapress)
*ARQUIVO* SÃO PAULO-SP, BRASIL, 18-05-2022 - JANTAR PARA GOVERNADOR - O Secretario de Justiça, Fernando José da Costa, convida para jantar em tua residência em homenagem ao Governador do Estado, Rodrigo Garcia. governador do Estado de São Paulo Rodrigo Garcia (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Integrantes da União Brasil afirmam que o ex-governador de São Paulo João Doria (PSDB) tem tentado interferir na indicação do vice do atual titular do cargo, Rodrigo Garcia (PSDB), posto reivindicado também pelo MDB.

Doria tentou por muito tempo emplacar o ex-ministro Henrique Meirelles no posto, sem sucesso. O nome de Meirelles, hoje na União Brasil, ainda é muito associado ao MDB, partido pelo qual ele se lançou candidato à Presidência em 2018.

Membros da legenda, no entanto, avaliam que o ex-governador de SP não teria força política para fazer valer sua vontade.

A indicação é alvo de disputa dentro da União Brasil entre a ala egressa do PSL e a ligada ao presidente da Câmara de São Paulo, Milton Leite.

Os aliados do pré-candidato do partido à Presidência, Luciano Bivar, querem emplacar Antonio Rueda, presidente interino da União, ou o ex-secretário da Receita Federal Marcos Cintra no posto.

Aliados de Leite, por sua vez, têm três nomes na manga: os deputados federais Geninho Zuliani e Alexandre Leite e o médico Claudio Lottenberg, presidente da Conib (Confederação Israelita do Brasil) e do Conselho do Hospital Albert Einstein.

Mesmo com a divergência, o partido assegura que não abre mão de indicar o vice de governador. Na convenção que decidiu pela coligação com o tucano, foi estabelecida a possibilidade de troca de candidato apoiado pela legenda.

Procurado, o ex-governador respondeu que a informação não procede. "João Doria não fez nenhuma ação para interferir nesse sentido", disse sua assessoria

Ele disse estar afastado e afirmou confiar na capacidade política de articulação de Rodrigo Garcia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos