Alckmin é chamado aos berros de 'ladrão' em aeroporto

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 22.11.2022 - O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 22.11.2022 - O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB), foi hostilizado por um manifestante na última terça-feira (22), no aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Um termo TCO (Termo Circunstancial de Ocorrência) foi lavrado na delegacia da Polícia Federal do local.

O incidente foi registrado em vídeo. O homem, não identificado, se aproxima de Alckmin aos berros, chamando-o de "cúmplice do ladrão", em referência ao presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

"Hein, chuchu? Como é que faz? Você tem coragem de olhar na cara dos seus netos?", pergunta, em referência ao apelido de Alckmin. "Isso que é caráter? Isso que é coerência?", prossegue, enquanto o vice-presidente espera para entrar numa área reservada do aeroporto.

Ele também chama Alckmin de "ladrão de merenda", em alusão a um episódio ocorrido durante seu governo em São Paulo, em que houve acusação de fraude em contratos para alimentação em escolas.

Não foi o único incidente envolvendo o vice-presidente eleito nesta semana. Como mostrou a Folha de S.Paulo, dois homens foram detidos nesta quarta-feira (23) em Brasília após dirigirem ofensas a Alckmin e desacatar policiais que fazem sua segurança.