Alckmin: 'Família Bolsonaro precisa explicar a compra de imóveis com dinheiro vivo'

Geraldo Alckmin ao lado de Lula (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
Geraldo Alckmin ao lado de Lula (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)

Em vídeo publicado nesta sexta-feira (9), o candidato a vice-presidente de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Geraldo Alckmin (PSB), saiu em defesa do petista.

O ex-governador de São Paulo é alvo frequente de apoiadores e aliados do presidente Jair Bolsonaro (PL) que relembram críticas antigas feitas pelo ex-tucano a Lula.

“Naquela época, muitos de nós fomos iludidos por um julgamento que depois a própria justiça anulou, porque foi parcial e suspeito. Hoje está provado que Lula foi preso injustamente”, disse Alckmin.

O candidato a vice de Lula afirmou ainda que agora é a família Bolsonaro que precisa explicar ao povo a compra de 51 imóveis com dinheiro vivo, revelada pelo portal UOL no final do mês de agosto.

Segundo reportagem, as compras registradas nos cartórios com o modo de pagamento “em moeda corrente nacional”, que significa “repasses em espécie”, totalizaram R$ 13,5 milhões. Porém, atualmente esse dinheiro vale bem mais: Em valores corrigidos pelo IPCA, o volume equivale a R$ 25,6 milhões.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)