Alckmin minimiza viagem de Lula em jato de empresário

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 08.11.2022 - O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 08.11.2022 - O vice-presidente eleito, Geraldo Alckmin (PSB). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) tentou minimizar nesta segunda-feira (14) o fato de o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ter viajado ao Egito em um jatinho de um empresário.

"A informação que tenho é que não é emprestado, [o empresário] está indo junto para COP. Não tem empréstimo, estão indo indo juntos no mesmo avião, estão indo mais pessoas, ex-governador, lideranças políticas ambientais, todos juntos", disse Alckmin ao ser indagado sobre o tema em entrevista em São Paulo.

Como revelou a coluna Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, Lula viajou ao Egito a bordo de um avião do empresário José Seripieri Junior, fundador da Qualicorp e dono da Qsaúde.

A aeronave do modelo Gulfstream tem capacidade para transportar 12 pessoas e autonomia para voar direto ao país africano, que atualmente sedia a COP27.

Lula e Seripieri são amigos há cerca de dez anos. Durante a campanha eleitoral deste ano, o empresário foi um dos primeiros com quem o petista concordou em se reunir para tratar de suas propostas de governo.

O dono da Qsaúde promoveu jantares reservados em sua casa, reunindo nomes do empresariado como Cláudio Ermírio de Moraes, do grupo Votorantim, e o banqueiro Luiz Carlos Trabuco, do Bradesco.

Na época, protagonistas do mercado apresentavam grande resistência ao nome do ex-presidente e até mesmo em participar de encontros com ele. Em 2019, Seripieri vendeu metade de suas ações da Qualicorp e, posteriormente, deixou os cargos executivos que ocupava .