Alckmin recebe alta e volta à campanha eleitoral de Lula

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Geraldo Alckmin e Luiz Inacio Lula da Silva (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
Geraldo Alckmin e Luiz Inacio Lula da Silva (Photo by Alexandre Schneider/Getty Images)
  • Ex-governador de São Paulo vai poder retomar agenda de eventos

  • Alckmin participou à distância de oficialização da candidatura de Lula

  • Antigos rivais políticos, eles se uniram em frente para derrotar Bolsonaro

Geraldo Alckmin (PSB) recebeu alta médica após ser diagnosticado com a Covid-19, segundo informações da coluna de Lauro Jardim, no Jornal O Globo.

Com a liberação, o ex-governador de São Paulo vai poder retomar a agenda de compromissos ao lado de Lula, pré-candidato à Presidência da República.

Alckmin é ovacionado por petistas

Na oficialização de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) como candidato à presidência nas eleições de outubro, no último sábado (7), um dos destaques ficou por conta do vice de sua chapa, Geraldo Alckmin (PSB).

Antigos rivais políticos, eles se uniram em frente para derrotar o atual presidente Jair Bolsonaro (PL) e viram um público historicamente oposto ao ex-governador de São Paulo o aplaudir fervorosamente após ele abrir os discursos do evento.

“Prometemos hoje ao Brasil um governo verdadeiramente democrático. Prometemos ao Brasil usar seu potencial de grandeza para construir a prosperidade que todo brasileiro merece. Prometemos ao Brasil um governo que não mais ignore o sofrimento do seu povo diante de qualquer ameaça. Prometemos jamais por em risco a segurança da biodiversidade, valorizar a riqueza do meio ambiente”, afirmou Alckmin em meio a muitos aplausos.

O histórico de rivalidade entre candidato a presidente e vice, neste momento, foi totalmente deixado pra trás. Mesmo à distância, já que não pode estar presencialmente por estar com covid, Alckmin agradeceu a Lula pela chance e fez até piada com o nome do ex-presidente e seu apelido nos anos de governo paulista, ‘chuchu’.

“O desafio é grande, mas não desanimemos. Até o final dessa eleição, presidente Lula, vamos estar juntos apoiando e defendendo o seu governo, até que o seu trabalho tenha sido completamente realizado, porque é disso que o Brasil precisa. Presidente Lula, mesmo que muito discordem da sua opinião, de que Lula é um prato que combina com chuchu, eu quero dizer, perante a toda sociedade brasileira: muito obrigado”, finalizou ele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos