Alec Baldwin cancela próximos projetos após morte acidental de cineasta

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O ator Alec Baldwin decidiu cancelar seus projetos após o disparo que matou acidentalmente a cineasta Halyna Hutchins e feriu o diretor Joel Souza no set de seu próximo filme ''Rust''. Uma fonte disse à revista americana People que Baldwin ficou "histérico e absolutamente inconsolável por horas" após o incidente nesta quinta-feira (21), e que agora está procurando "tirar algum tempo para si mesmo e se centrar novamente".

"Todo mundo sabe que foi um acidente, mas ele está absolutamente arrasado", disse a fonte. "Isso foi muito devastador. É assim que ele lida com tempos difíceis. Sempre que algo ruim acontece, no curto prazo, ele se afasta dos olhos do público", acrescentou.

A cineasta Halyna Hutchins, de 42 anos, foi atingida por um tiro disparado por uma arma cenográfica durante a filmagem de uma cena do filme "Rust", em um rancho no Novo México (EUA). Ela chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O diretor Joel Souza também foi hospitalizado, mas já recebeu alta.

A arma que o Alec Baldwin disparou foi entregue ao ator por um assistente de direção que garantiu que a pistola era segura, segundo informações presentes num pedido de busca e apreensão, autorizado pela Justiça de Santa Fé, na última sexta-feira. De acordo com a investigação, o diretor assistente Dave Halls não sabia que a arma usada por Baldwin continha munição de verdade e afirmou ao ator que ela não estava carregada. Até o momento, nenhuma acusação foi feita e a investigação continua em andamento.

Em sua primeira entrevista desde a tragédia, o pai de Halyna Hutchins se posicionou em defesa de Baldwin e afirmou ao jornal The Sun que a culpa era da equipe do arsenal do filme, que entregou ao ator um revólver carregado. O ucraniano Anatoly Androsovych disse ainda que está tentando conseguir vistos para que sua esposa Olga e sua filha Svetlana viajem aos Estados Unidos para apoiar o marido da cineasta e seu filho Andros, de 9 anos.

"Ainda não conseguimos acreditar que Halyna está morta e sua mãe está enlouquecendo de tristeza", revelou Anatoly. "Andros foi gravemente afetado. Ele está perdido sem sua mãe", completou.

Pelo Twitter, Alec Baldwin lamentou o ocorrido. "Não há palavras para expressar meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, esposa, mãe e colega nossa profundamente admirada", escreveu em uma das publicações.

A irmã de Brandon Lee, morto por um disparo enquanto filmava uma cena do longa "O Corvo", em 1983, também comentou a tragédia com Alec Baldwin: "Nossos corações estão com a família de Halyna Hutchins".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos