Alegando suspeita de Covid, Pazuello comunica que não vai depor na CPI da Covid

Natália Portinari, Julia Lindner e André Souza
·1 minuto de leitura

O ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello comunicou à CPI da Covid que não deve comparecer presencialmente ao seu depoimento no Senado, marcado para esta quarta-feira.

Segundo o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (REDE-AP), Pazuello alegou que teve contato com pessoas com suspeita de Covid e, por isso, não poderá comparecer ao Senado.

A comissão, que se reúne hoje para as oitivas dos ex-ministros da Saúde Nelson Teich e Luiz Henrique Mandetta, deve deliberar em breve sobre como proceder diante do comunicado de Pazuello.

Em outubro do ano passado, Pazuello anunciou que foi infectado pela Covid-19 e chegou a ser internado no Hospital das Forças Armada (HFA), em Brasília.

Temendo o depoimento do ex-ministro da Saúde, o Palácio do Planalto está treinando Pazuello desde sábado, conforme revelou O GLOBO. O general é visto como um dos principais alvos da CPI da Covid.